26.4.06

Dor

O telefone toca...do outro lado da linha a dor é transmitida a cada impulso...digo que já vou, mas a dor não deixa ouvir...JÁ VOU! JÁ VOU!

Estou sozinha e tenho que ir eu...tenho que combater aquela dor...não quero ir...vão por mim...visto-me...sinto o meu coração a bater...PUM PUM...PUM PUM...não tenho tempo de almoçar...não tenho tempo para pensar...VOU...

Batas azuis, batas brancas, batas verdes...não há mais cores??? Não quero saber...para a frente e para trás...alguém grita...para a frente e para trás...a dor persiste...para a frente e para trás...ajuda...AJUDA!

Olhem para mim...que estão a fazer??? Parem de rir...parem de descansar...parem de andar...para a frente e para trás...para a frente e para trás...o tempo passa...a dor está lá...DÓI!!!!!

E eu não posso fazer nada! Ajuda...tardou...para a frente e para trás...batas e mais batas...a dor continua lá!

3 comentários:

Anónimo disse...

Curioso o dia... 26 de Abril.
Linda, continuas linda, e eu a gostar de ti, das gargalhadas cumplices e dos nossos pequenos almoços. És especial, minha Catocas tonta

Beijo grande

Tatiana//

Psic do PORTO disse...

olá!
Só quero dizer que tens uma fantastica capacidade de transformar os teus sentimentos em palavras...
Acho que enriquecemos com as nossas experiencias e com a pessoas q vamos conhecendo... Nesse sentido - felicito-me por ter tido a oportunidade de conhecer alguém tão criativo (e sensivel?)... PARABENS!

Anónimo disse...

This is very interesting site... » » »