24.1.07

Incapacidade

Existem dias que simplesmente deveriam ficar retidos no esquecimento...ninguém disse que cuidar dos outros era fácil...os que nos conhecem de trás para a frente teimam em se fazer de surdos...os que nos ajudam a criar a nossa história profissional insistem em medir forças...contudo a ambivalência está sempre presente: "quero mas não quero", pensam...até se decidirem vão jogando com os riscos, com os dias negros e os problemas que dominam o panorama...."pode ser que passe!".

Enquanto cavam um buraco bem fundo, eu aguardo no topo do mesmo com uma escada de emergência...tenho mais do que tempo para lidar com o meu sentimento de incapacidade...só posso ajudar quem quer ser ajudado....vou rezando para não me desequilibrar....

1 comentário:

Anónimo disse...

Os primeiros meses do ano ampliam todas as dificuldades, não é? Por vezes é imposivel manter a calma, ficar impassivel e fingir que não temos vontade de dar um chuto em toda a gente e gritar até perder a voz! Será incapacidade? parece-me uma miscelanea de tudo o que há de pior: aborrecimento, angustia, impotência, impaciencia, irritação...
Mas temos que nos manter fortes, SEMPRE, e pedir para que os primeiros meses passem depressa e venha a Primavera.

Beijos grandes,
Célia