29.5.07

Maio

Aos 27 anos tenho saudades de:

- ter que fazer o lanche a tempo de ver os desenhos animados sentada no sofá;

- andar de bicicleta por tempo indeterminado em busca de tangerinas interditas, para o lanche;

- jogar badmington na rua até todas as penas estarem no telhado do vizinho;

- pôr música em altos berros enquanto faço tarefas domésticas, para um dia ser uma boa dona de casa;

- montar uma tenda na varanda da casa da minha melhor amiga para fazer uma longa sessão de leitura;

- fazer recortes em papel de lustro;

- apaixonar-me incondicionalmente;

- fazer longas caminhadas porque não há idade para ter carro;

- ficar na praia até às nove da noite e jantar à meia-noite;

- jogar cartas na varanda até altas horas da noite, a coçar as mordidas das melgas;

- começar a manhã sentada num banco da escola com todos os amigos, a aguardar pelo último minuto que nos livra da falta;

- fazer um programa de rádio para a melhor turma de sempre;

- faltar às aulas numa tarde amena de Primavera e ficar numa esplanada a ver quem passa;

- namorar às escondidas;

- rezar para não bater no carro de trás, porque o travão de mão não funciona, os pneus estão carecas e o último lugar disponível, além de inclinado, é demasiado pequeno;

- fazer anos ao som das Guitarras de Coimbra, no conforto da capa traçada;

- numa noite de Verão ouvir música no escuro com a janela aberta;

- sentir liberdade....