9.3.12

Miguel Sousa Tavares no Alta Definição...

Ou se gosta ou se odeia...assim são as pessoas que não perdem tempo em agradar os outros...assim são as pessoas verdadeiras, que não rodeiam...assim são as pessoas livres e reais...e por isso gosto, muito!

2 comentários:

psilipe disse...

E, fazendo de advogado do Diabo, deixo a questão... E não se poderá legitimar o narcisismo? Não se poderá confundir amor pela liberdade com amor pela "minha" concepção liberdade, rígida e cega?

E, diga-se, não que não lhe ache piada.

Cátia Oliveira disse...

:) É tudo tão relativo...vivemos numa sociedade em que as pessoas se guiam tão pouco pelo que acham que está certo e pelos seus desejos e valores pessoais...é aquilo que os outros acham...é aquilo que a sociedade determina...é aquilo que é desejável e fica bem...quantas pessoas passam por nós perdidas neste enredo, sem saberem já o que são ou o que querem realmente para si? Será assim tão perigoso seguirmos pelo que realmente acreditamos e defendemos que está certo? Mesmo que isso implique um erro?